Geoparque de Arouca reconhecido pela Unesco

por jcerca em 22 de Abril de 2009

Arouca, património geológico da Humanidade

logo_geoparouca

O dia 22 de Abril de 2009, Dia Mundial da Terra, ficará assinalado  para Arouca como uma marca importante, uma vez que, a partir de hoje o Geoparque de Arouca fica integrado na rede europeia de Geoparques da UNESCO, ficando assim Arouca, desde agora, a fazer parte do património geológico da Humanidade.

Das nove candidaturas, apenas duas foram admitidas na Rede de Geoparques da UNESCO, mas Arouca foi a única que teve voto por unanimidade, o que representará não só um  motivo de orgulho, como também de responsabilidade para Arouca e, sobretudo para a equipa responsável por este projecto tão importante para o desenvolvimento de todo o vasto Concelho de Arouca.

Esta unanimidade na votação é também uma prova do reconhecimento internacional da riqueza e variedade geológica que o Concelho de Arouca possui em 41 geo-sítios, nalguns dos quais existem vestígios geológicos com mais de 500 milhões de anos, destacando-se, entre eles, as trilobites, consideradas das maiores do mundo e o raro fenómeno das pedras parideiras.

trilobite

Tendo sido inaugurado a 5 de Dezembro de 2007, o Geoparque de Arouca envolvendo uma área de 327 quilómetros quadrados, vê assim reconhecido o grande trabalho científico da equipa liderada pelo paleontólogo Artur Sá, seu coordenador científico e docente do Departamento de Geologia da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Possuidora de um património geológico de excepção, ao qual se alia, não só a riqueza e monumentalidade do seu Mosteiro, como também uma rica gastronomia, lindas paisagens, límpidos cursos de água e excelentes condições naturais para percursos através da Serra da Freita, Arouca precisa, mais do que nunca, de melhorar as suas acessibilidades a todo um vasto “paraíso ecológico” que merece, não só de todos os seus utentes, como também das autoridades, uma permanente defesa e preservação deste pedaço do nosso Planeta em que vivemos e que queremos deixar em herança para os nossos vindouros.

José Cerca

{ 9 comentários… lê abaixo ouadiciona }

1 Nuno Cerca 23 de Abril de 2009 às 6:33

Sem dúvida uma boa noticia para Arouca! Agora falta é saber se vai ser bem aproveitado pela CMA e pela população em geral!

Temos que apostar no turismo ecológico e sustentável!

Responder

2 Filipe Cerca 23 de Abril de 2009 às 6:56

Muitos parabéns a todos os envolvidos no processo de reconhecimento do Geoparque pela Unesco. É, sem dúvida, um feito de grande valia para Arouca.

Responder

3 António da Cunha Duarte Justo 23 de Abril de 2009 às 8:02

Parabéns para Arouca e para os arouquences!
Esta distinção da UNESCO constitui para todos nós um dever e empenho no sentido da terra, do povo e da cultura.
Uma medida importante a tomar pela Câmara seria o fomento da produção da energia limpa, em especial a energia fotovoltaica.
Para isso, política e EDP teriam de fornecer e fomentar o acesso a esta tecnologia a prços módicos a todos os arouquences com telhados sobre a cabeça, procedendo à à sua cobertura com peineis solares.
Um abraço a todas e todos os arouquenses.
António Justo

Responder

4 Carlos Oliveira 23 de Abril de 2009 às 8:25

É verdade amigo Cerca
O Geoparque de Arouca pode e deve potenciar o turismo no nosso concelho, evidenciando um património geológico de grande interesse e valorizando outras áreas de importância turística que devem ser amplamente promovidas : a nossa paisagem, os desportos radicais no Paiva, a gastronomia riquíssima e a doçaria conventual
Este é, sem dúvida, um projecto que deve congregar esforços, no sentido de projectar Arouca como destino turístico de eleição…
E já agora, parabens pelo seu trabalho e pela oportunidade dos trabalhos aqui editados…não seria de esperar outra coisa de uma pessoa com uma participação cívica tão elevada…bem haja
Carlos Oliveira

Responder

5 Jorge Fraga 24 de Abril de 2009 às 5:53

É sem dúvida motivo de orgulho para Arouca, mas, também, deveria ser matéria de realce para o nosso país, contudo não me apercebi (poderei estar distraído) de tal facto ter sido noticiado nos mais diversos orgãos de comunicação nacionais.

As nossas televisões e jornais preocupam-se com temas, muitas vezes, fúteis ou normalmente de “escárnio e maldizer” esquecendo-se o que de bom vai acontecendo no nosso Portugal.

O reconhecimento que agora a Unesco produziu, reveste-se, paralelamente, de um aumento das responsabilidades de todos os Arouquenses na preservação deste espólio natural, mas, também, essa responsabilidade deverá ser estendida a toda a população Portuguesa e, fundamentalmente, às autoridades nacionais, salientando-se aqui o governo e, em especial, o ministério da tutela.

É dever de todos nós exigir que tal aconteça, para se evitar que este “prémio” fique reduzido ao nosso vale e serras, para que assim se torne uma realidade de orgulho para todo o país.

Aproveito para me associar a todas as opiniões expressas nos restantes comentários, são sem dúvida de grande valor, havendo algumas com ideias que deverão ser aproveitadas.

Jorge Fraga

Responder

6 ruigato 24 de Abril de 2009 às 6:27

@Jorge Fraga O Integração do Geoparque Arouca na rede europeia de geoparques foi noticiada pelo menos na RTP1, SIC, SIC Notícias, jornais Público, J.N. e foi transmitido quase ou em directo na TSF e na Antena 1. E claro no Arouca.biz

Divulgação nos meios de comunicação social nacionais é coisa que não tem faltado, felizmente. Tenho adquirido recentemente até algum receio que qualquer dia deixe de haver espaço para os Arouquenses em Arouca

Poderá encontrar algumas referencias em serviços de agregação como o Sapo notícias ou Google news:
http://news.google.com/news?ned=pt-PT_pt&hl=pt-PT&q=%22geoparque+arouca%22&cf=all

Cmpts

Responder

7 Jorge Fraga 24 de Abril de 2009 às 11:25

Ainda bem que foi noticiado, conforme disse poderia andar distraído… o que de facto aconteceu.

Espero agora que isso resulte num aumento de responsabilidades do país para com Arouca e seu património. Nomeadamente que se trate Arouca como uma região onde se deverão promover maiores investimentos, quer ao nível empresarial, como nas acessibilidades, na educação, cultura e turismo.

É que, conforme disse, Arouca tem sido muito noticiada, mas será que tal tem trazido, em termos relevantes, as mudanças desejadas? Será que tem resultado numa maior atenção dos nossos governantes para com esta região? Será que temos sabido explorar essa visibilidade?

Para já, deveremos nós, Arouquenses, sermos os guardiães deste património e termos um especial orgulho nele.

Jorge Fraga

Responder

8 jcerca 24 de Abril de 2009 às 11:37

Geoparque Arouca foi reconhecido pela UNESCO como património geológico Humanidade. Assembleia da República aprovou um voto de congratulação. Hoje no Jornal da Tarde.
Informação retirada de http://twitter.com/andrealmeida
O texto do voto de congratulação proposto pelo deputado arouquense e aprovado por unanimidade pode ser lido aqui:
http://andrealmeida.aroucaonline.com/

Responder

9 Jorge Fraga 24 de Abril de 2009 às 12:29

estamos no bom caminho. Água mole em pedra dura tanto bate até que fura.

Parabéns para Arouca

Responder

Anterior:

Seguinte: