CONCERTO SINFÓNICO NO MOSTEIRO DE AROUCA

por jcerca em 15 de Abril de 2015

Promovido pela Academia Musical de Arouca teve lugar no dia 12 de Abril, no Mosteiro de Arouca, dentro do magnífico espaço da igreja conventual, um Concerto sinfónico realizado pela orquestra sinfónica e pelos coros da Academia de Música de Castelo de Paiva (AMCP).

A

Antes do concerto, Edgar Soares da Academia Musical de Arouca e Agostinho de Jesus Vieira, Diretor Pedagógico da AMCP proferiram algumas breves palavras, não só de saudação a todos os presentes que enchiam completamente a igreja conventual, como também de congratulação pela possibilidade da realização deste concerto em espaço tão belo e artisticamente tão rico.

A primeira parte de Concerto foi preenchiada pela atuação da Orquestra Sinfónica da AMCP que interpretaram duas belíssimas peças, uma do compositor italiano Rossini (1792-1868) e outra do compositor húngaro Joseph Haydn (1732-1809).

A

Na segunda parte deste concerto veio juntar-se à orquestra o Coro da AMCP que interpretou três lindos temas de Karl Jenkins, compositor nascido em 1944 no Reino Unido. “Adiemus” é um dos seus trabalhos que o tornaram mais conhecido e que o público, presente neste concerto, teve o privilégio de escutar e aplaudir entusiasticamente.

Dirigido pelo maestro Luís Campos, director da Orquestra Sinfónica e da Banda Musical da Trofa e também professor na AMCP, este concerto teve ainda a presença do solista Luís Vieira, natural de Castelo de Paiva e que desde 2014 integra a Orquestra Filarmónica de Berlim (Alemanha).

A

Este concerto que decorreu em Arouca faz parte de um conjunto de 4 concertos organizados pela AMCP, tendo o primeiro deles ocorrido no Auditório Municipal de Castelo de Paiva. O próximo terá lugar na Igreja Matriz de Cinfães a 18 de Abril e o último, no dia seguinte, no Salão Paroquial de Freamunde.

José Cerca

Publicado no semanário “Discurso Directo” nº351 de 17 de abril 2015

{ 1 comentário… lê abaixo ou adiciona }

1 Luís Alberto Meneses de Almeida 9 de Dezembro de 2019 às 13:48

O compositor Joseph Hadyn aqui citado no concerto que se realizou no esplendoroso Convento de Arouca não é de nacionalidade húngara mas sim de nacionalidade austríaca apesar de ter vivido bastante anos num famoso palácio na Hungria.

Responder

Anterior:

Seguinte: