Encontro em Manique

por jcerca em 13 de Julho de 2016

DSCN0439

Decorreu no dia 9 de julho mais um encontro de Antigos alunos das casas de formação de Arouca, Mogofores e Manique. Tendo sido iniciado este tipo de encontros pelo José Gonçalves Oliveira, de Fátima, em 2006, dos 7 encontros anteriores, 3 realizaram-se em Mogofores, 2 em Arouca, 1 em Fátima e outro em Vila Real, no Colégio da Boavista.

Das três casas de formação por onde passou a maior parte dos participantes destes encontros faltava Manique, o que aconteceu neste 8º encontro.

Embora não se tivesse atingido o número participantes ocorrido em encontros anteriores, penso que quem nele participou, não terá dado por mal empregue o esforço da deslocação e certamente que saiu de lá mais enriquecido pelos momentos de amizade, de reflexão, de evocação do passado e de convívio que este encontro a todos proporcionou.DSCN0429

Depois de alguns momentos para o “abraço do reencontro”, à maneira que os participantes se iam cruzando e reconhecendo no pátio da Escola Salesiana de Manique, o Delegado Nacional da Família Salesiana, Pe. Jerónimo Rocha Monteiro, deu as boas vindas a todos os que responderam à convocatória para este encontro.

Seguiu-se uma visita aos espaços da Escola Salesiana de Manique, que, para a maior parte dos participantes, apresentava grandes transformações, relativamente ao espaço que, muitos anos depois, ainda permanecia intacto na memória da maior parte deles. Esta visita foi guiada por Celso Nogueira, Presidente dos antigos alunos de Manique e que fez parte da equipa local da organização do encontro, juntamente com Fremioth Viegas.DSCN0432

Após a visita teve lugar, num dos auditórios da Escola, um momento de reflexão, conduzido pelo Pe. Rocha, sobre os “caminhos da misericórdia”.

Seguiu-se o almoço na cantina da escola, ao qual se associaram os salesianos residentes naquela comunidade salesiana. Mais tarde, chegariam também alguns dos salesianos da Comunidade das Oficinas de S.José, o que proporcionou a todos um momento, mutuamente  gratificante, pelo reviver de vivências do passado, interrompidas há décadas.

DSCN0464

Este reviver do passado seria mais tarde alimentado através da projecção de fotos antigas de diversos grupos de “filósofos” que frequentaram esta casa, enquanto Seminário maior, desde a sua construção em 1953, até 1980.

Este momento de “Memória” foi antecedido de uma breve intervenção do Presidente nacional dos AAS, arquitecto Daniel Lago, bem como do testemunho de dois jovens do MJS de Manique que estiveram envolvidos no Projeto Clip D.Bosco. Foi ainda feita uma breve apresentação do Projeto “Rádio D. Bosco FM” pelo empresário e antigo aluno salesiano Paulo Jorge Aires Ribeiro.

DSCN0448

Homenagem ao Pe. Zé Maria Ribeiro

Um dos momentos fortes deste encontro de Manique, foi a homenagem ao Pe. Zé Maria Ribeiro.
Na verdade, muitos dos participantes neste encontro  tiveram o privilégio de conviver com este missionário salesiano, não só em Arouca, como também em Mogofores. E certamente que desse contato algo de bem profundo terá ficado a marcar as suas vidas, através da sua maneira de estar na vida, da sua simplicidade encantadora, da sua alegria contagiante, da sua cativante capacidade de comunicação, da sua profunda espiritualidade, da sua dedicação à formação dos jovens e da sua entrega à Congregação Salesiana e à Igreja. Os seus últimos 30 anos passados em Moçambique são como que uma espécie de colorário que resume toda uma vida entregue à evangelização em terras de Missão.

DSCN0468

Embora sabendo que o homenageado é adverso a qualquer tipo de homenagens à sua pessoa, esta singela homenagem foi considerada como um imperativo de gratidão para aqueles que a promoveram, pois ela permitiu que lhe manifestassem o apreço, a admiração e o agradecimento pelo testemunho da sua vida e pela sua entrega generosa à causa da educação dos jovens pobres e tão carenciados de Moçambique, bem como à causa da evangelização dessa porção do Povo de Deus em África.

O missionário passou por aqui_Oferta Pe Ze Maria-page-001

O texto emoldurado que lhe foi entregue, “O missionário passou por aqui”, traduz, não só a postura perante a vida deste missionário salesiano, como exprime também o Kanimambo (obrigado em ronga) dos proponentes desta homenagem ao homem, ao sacerdote e ao missionário salesiano com quem muitos tiveram o privilégio de conviver.

DSCN0435
O canto do Kanimambo que acompanhou as palavras de agradecimento, proferidas pelo homenageado, e que foi cantado por todos os presentes, encerrou assim esta singela homenagem que representou um dos momentos mais sentidos deste encontro de Manique.

José Cerca

{ 3 comentários… lê abaixo ouadiciona }

1 A. Duarte Pereira 13 de Julho de 2016 às 11:52

É sempre com redobrada alegria que os encontros que se fazem em qualquer casa da nossa formação salesiana, nos transmitem e trazem a alegria de vivermos, pelo menos, um dia no ano, em sã confraternização. A amizade é coisa que nunca se perde e, é nestes encontros que fortalecemos a nossa fé, em DOM BOSCO, nosso PAI E MESTRE. Recordamos vivências passadas, recordamos os nossos companheiros e os nossos mestres. É sempre um dia em que agradecemos a DOM BOSCO ter-nos aberto as portas de um Seminário ou de um Colégio para bebermos a sua sabedoria e santidade. É certo que eu vivi momentos muito bons em Poiares, em MOGOFORES e em Manique. Não esqueço a Namaacha, onde encontrei os maiores MESTRES da minha vida Salesiana: Padre Carlos Reis, Padre Miguel, Padre Nuno Afonso e Padre Leite. Mas também não esqueço os 7 anos que passei como Conselheiro no Estoril e outros 7 como conselheiro também nas OFICINAS DE SÃO JOSÉ. Enriqueci a minha vida salesiana, para mais tarde poder empregar o SISTEMA EDUCATIVO de DOM BOSCO por onde passei. Gostei muito deste encontro e agradeço e louvo todos aqueles que trabalharam para levaram a efeito, com a dignidade que merecia este evento SALESIANO. NÓS SOMOS VERDADEIRO SALESIANOS MISSIONÁRIOS, neste mundo atual onde os verdadeiros valores vão rareando! VIVA DOM BOSCO! – Duarte Pereira

Responder

2 Alberto Ferreira 14 de Julho de 2016 às 14:00

Considero Louvável a Organização/ os organizadores e o Encontro em si!
Gostaria de ter estado presente.
Seria possível termos a foto geral do grupo, com o nome dos participantes? (isto, claro, se for tecnicamente viável)
Parabéns a quantos se movimentaram para o encontro de Manique!
Saudações cordiais ao António Duarte – extensiva aos demais corajosos de espírito salesiano – em D. Bosco, com amizade do
Alberto Ferreira

Responder

3 Fernando Anacleto 17 de Dezembro de 2016 às 15:04

O José Cerca de Arouca inscreveu-me há pouco tempo na lista dos antigos alunos salesianos e nessa altura soube do 8º encontro em Manique. Nesse encontro esteve presente o Rev. Padre José Maria Ribeiro que foi meu assistente de noviciado em Manique no já longínquo ano de 1953, sendo mestre o Sr. Padre Benedito falecido há 50 anos.
Frequentei o 1º ano em Peso da Régua. Estive 5 anos em Mogofores porque perdi o 1º 5ºano por doença.
Como em 1961 fui mobilizado para a guerra colonial em Angola, e depois de passar à reserva, fiquei em Luanda até Novembro de 1975, perdi o contacto todos os meus ex-colegas.
Será possível conseguir o contacto dos alunos do 5º ano de Mogofores dos anos 50/51 e 51/52 e os de Manique do ano 52/53? Viva D.Bosco
Um apertado abraço

Responder

Anterior:

Seguinte: