FOI HÁ 24 ANOS: Um novo ciclo para Arouca se iniciou

por jcerca em 5 de Janeiro de 2018

Foi precisamente no dia 7 de Janeiro de 1994 que Arouca iniciou um novo ciclo de desenvolvimento com a tomada de posse do Dr. Armando Zola como Presidente da Câmara Municipal de Arouca.

IMG_3132

Vinte anos após o 25 de Abril uma mudança de pessoas e de métodos de trabalho se verificou na gestão da Câmara Municipal de Arouca, a partir desta data.

Mas, como disse no seu discurso de tomada de posse, mais do que a mudança de pessoas que vão presidir aos destinos do Município “importa essencialmente o trabalho que se vai realizar e para isso precisamos de todos: os vencedores e os vencidos. Afinal,“Todos por Arouca” para que seja Arouca a principal vencedora”.

No seu improvisado discurso, o novo Presidente da Câmara, embora admitindo que iria introduzir “métodos novos” e tentar “práticas diferentes” admitiu contudo que “não podemos honestamente dizer que nestes 17 anos posteriores ao 25 de Abril, que tudo o que se fez tenha sido mal feito. Não foi. Há coisas boas nas gestões anteriores. Há também, certamente, erros. Os próprios que estiveram à frente da administração concelhia em todos estes anos, o reconhecerão e muitos deles os não praticariam, concerteza”.

cmarouca

E numa atitude de humildade, que sabe reconhecer as coisas boas dos outros e aceitar as próprias falhas, afirmou então Armando Zola: “Quanto às coisas boas vamos procurar continuá-las; vamos aproveitar as experiências do passado e vamos projetá-las no futuro. Quanto aos erros, vamos procurar corrigi-los, fazer coisas diferentes, procurar fazer melhor. Possivelmente, outros erros surgirão. Só não erra quem não age. De qualquer modo, os erros que surjam serão sempre, seguramente, involuntários.”

E logo  após a investidura no cargo definiu duas das suas principais características no modo de atuação à frente dos destinos da Câmara: rigor e independência. “Tudo faremos para agir com rigor, ao serviço de todos, todos indistintamente; todos sem quaisquer favoritismos. Não aceitaremos favoritismos para ninguém. Fomos eleitos numa determinada lista, mas a partir da eleição, a partir da investidura no cargo nós seremos o Presidente da Câmara Municipal de Arouca ao serviço de Arouca e de todos os arouquenses. Precisamos todos unidos de lutar por aquilo que até hoje não conseguimos”.

É indiscutível e salta aos olhos de todos os arouquenses, independentemente da simpatia partidária que tenham, que, a partir dessa data, se inauguraria um novo ciclo de desenvolvimento para todo o município de Arouca e todos concordarão que muita coisa se foi conseguindo, ao longo destes 24 anos, sendo 12 sob a gestão de Armando Zola e 12 sob a presidência de Artur Neves.

IMG_2545

Mas o ciclo que tem vindo a mudar a face do Município ainda não terminou. Com a tomada de posse de Margarida Belém, no passado dia 14 de outubro, “a mesma ambição” de continuar este ciclo de desenvolvimento através de “um novo compromisso” com os arouquenses se concretizou, com a particularidade de ser a primeira vez, na história de Arouca, que uma mulher dirigirá os destinos do seu município.

3presidentesArouca

E será, certamente, através deste 3º mandato de um mesmo ciclo, iniciado há 24 anos, que, de forma empenhada e comprometida, se dará continuidade ao aumento das melhorias na qualidade de vida de todos os arouquenses, através do desenvolvimento integrado e sustentável do município.

E certamente que a história fará justiça aos principais responsáveis por tal desenvolvimento.

José Cerca

Informação: No grupo “Arouquenses” do Facebook poderá ver a sessão da tomada de posse do Presidente da Câmara Municipal de Arouca que deu início a este novo ciclo.

Aqui poderá ver o vídeo com a sessão de tomada de posse:

 

Publicado no jornal “Discurso Directo” nº458 de  12 de janeiro de 2018

Anterior: