EDUCAR O OLHAR SOBRE A VELHICE

por jcerca em 4 de Outubro de 2019

Subordinado ao tema ”Educar o olhar sobre a velhice”, realizou-se no dia 1 de outubro de 2019, na Loja Interativa de Turismo de Arouca (LITA), a celebração do Dia Internacional do Idoso promovida pela Câmara Municipal de Arouca, em parceria com a Academia Sénior de Arouca, tendo a sessão sido moderada por Isabel Bessa, Diretora da Biblioteca Municipal.

IMG_0223

E como ocorria nessa mesma data o Dia Mundial da Música a sessão sobre o idoso iniciou-se com um momento musical através da atuação do Grupo coral da Asarc, acompanhado pelo respectivo grupo de cavaquinhos.

Abriu a sessão a vereadora da CMA, Fernanda Oliveira que salientou a importância deste evento no sentido de chamar a atenção para a importância que esta camada etária representa na sociedade arouquense e de sensibilizar a população para os problemas da 3ª idade no que se refere à saúde, à solidão e à promoção de uma melhor qualidade de vida nesta fase etária.

IMG_0238

Por sua vez, Carlos Sousa, Presidente da Direção da Academia Sénior, referiu a importância que esta instituição representa junto de idosos e reformados arouquenses, através de um conjunto diversificado de actividades que promove no sentido de proporcionar aos seus utentes uma melhor qualidade de vida física, social e mental.

IMG_0234

Esta sessão comemorativa do dia do idoso teve dois momentos de reflexão. O primeiro esteve a cargo de Bernardo do Carmo, Presidente da Assembleia Geral da Asarc, que apresentou algumas ideias sobre como “envelhecer em Arouca no sec.XXI”. O segundo momento reflexivo foi conduzido pelo psicólogo e professor de inteligência emocional, Vítor Fragoso, que desenvolveu algumas ideias como educar o olhar sobre a velhice a partir das emoções, referindo que algumas pessoas sentem medo de envelhecer porque sofrem com a maneira como as pessoas olham para os idosos. E a partir daí, Vítor Fragoso passou a enumerar os diversos tipos de olhar sobre a velhice.

IMG_0240

Depois de referir algumas ideias concretas sobre programas de educação emocional para seniores, Vitor Fragoso terminou a sua reflexão com uma frase de Ruben Alves: “É preciso ter olho novo para ver as coisas velhas de maneira diferente.”

Depois destes dois momentos de reflexão sobre a temática do idoso, a sessão terminou com um animado momento conduzido por Carolina Vilano que apresentou alguns aspetos práticos do seu projeto denominado “Yoga do riso” através do qual pretende despertar emoções positivas ou negativas, acumuladas ao longo da vida, e que são a base da nossa existência.

IMG_0257

O projecto Yoga do riso, salientou a sua mentora, é  uma experiência poderosa que permite não só uma catarse emocional saudável, como produz benefícios para a saúde própria e para a relação entre as pessoas. E isso acabou mesmo por ser demonstrado através de alguns exercícios práticos que Carolina Vilano propôs a toda a numerosa plateia sénior presente.

José Cerca

Publicado no jornal “Discurso Directo” nº502 de  18 de outubro de 2019

Anterior: