ASARC VISITOU AS “QUINTÃS FARM HOUSES”

por jcerca em 7 de Junho de 2018

IMG_5123

Há investimentos privados que, pela sua originalidade, assumem, por vezes, contornos de interesse público.

O empreendimento de turismo rural das “Quintãs Farm Houses” em pleno centro da Vila de Arouca e inaugurado em outubro de 2017, surgiu na hora certa e no momento oportuno, atendendo à internacionalização que Arouca começou a ganhar, desde que, há dez anos, foi criado o Arouca Geopark e, mais recentemente, devido ao enorme sucesso que o projeto dos Passadiços do Paiva alcançou nacional e internacionalmente.

Com todas as enormes potencialidades turísticas que Arouca possui ao longo do seu vasto Concelho, e nas suas mais diversas valências, desde o património edificado, ao património natural, histórico, geológico e gastronómico, o nascimento deste projeto de turismo rural, embora de luxo, foi seguramente uma importante mais-valia na diversificação da oferta de alojamento turístico em Arouca e que veio ao encontro da crescente procura que Arouca tem vindo a ter nos últimos anos, pelos motivos já referidos.
IMG_5067

Refira-se que este empreendimento das “Quintãs Farm Houses” da autoria do arquiteto arouquense Júlio Caseiro ganhou, recentemente, o Prémio Nacional de Reabilitação Urbana 2018, na categoria de “Melhor Solução de Eficiência Energética”.

Sob o signo do espigueiro

Elemento sempre presente em qualquer unidade rural agrícola e que se destina ao armazenamento das espigas de milho, após a sua colheita e respetiva desfolhada, o conceito do espigueiro foi motivo de inspiração para o desenho exterior deste projeto cujo produto final alberga duas penthouses e um apartamento T1, totalmente equipados com kitchenette.

IMG_5093

Lá fora, bem lá fora é todo um mundo rural com os mais variados animais, oriundos dos mais diversos países e continentes e que fazem a delícia de pequenos e graúdos.

Uma visita guiada

Foi para conhecer todas as potencialidades deste projeto de turismo rural que, no dia 6 de junho, os alunos da disciplina de “Cultura e Sociabilidade”, bem como demais associados da Academia Sénior de Arouca, visitaram o empreendimento das “Quintãs Farm Houses”, acompanhados do respetivo professor, Afonso Veiga, bem como do arquiteto Júlio Caseiro, autor deste projeto de arquitetura.

IMG_5066

Recebidos num espaço aberto e comum aos 3 apartamentos, por baixo do primeiro “espigueiro”, o arquiteto Júlio Caseiro apresentou, em traços largos,  os principais conceitos urbanísticos e energéticos que o orientaram na execução deste premiado projeto de turismo rural de luxo. Seguiu-se a visita ao interior do segundo “espigueiro” todo revestido a madeira e onde foram apresentadas as suas diversas funcionalidades e comodidades.

IMG_5084

Um quase jardim zoológico

Com uma área de cerca de 3 hectares a quinta das Quintãs oferece, para além do confortável alojamento nestes dois modernos “espigueiros”, todo um variado conjunto de interesses que fazem a delícia dos seus utentes. Dois grandes tanques de pedra abastecidos por água de mina permanentemente a cantar dentro deles; uma piscina coberta, aquecida por energia solar; inúmeras e diversificadas árvores de fruto; latadas de videiras; pequenas hortas onde crescem os mais diversos produtos hortícolas da época; galinhas, coelhos, patos, pavões, cisnes, grous e muitos, muitos animais e aves oriundos dos mais diversos países e que aí já começaram a reproduzir-se. Há cavalos e póneis; há 16 espécies de gansos; 54 espécies de patos;  5 espécies de cisnes; 3 espécies de antílopes, 4 de  veados, há zebras, gazelas….  Enfim, uma pequena arca de Noé que aterrou em Arouca.

IMG_5113

Toni Coelho é o responsável pelo tratamento de todos estes animais e foi ele que acompanhou os visitantes seniores no percurso ao longo da quinta.

Manifestando uma total satisfação naquilo que faz, e demonstrando um bom conhecimento dos animais que ia apresentando, Toni Coelho  não só os identificava pelo próprio nome e respetiva origem, como também ia contando algumas das peripécias que já aconteceram ao longo da curta vida deste interessante “jardim zoológico”,  a última das quais foi a morte de um veado fêmea (moonjak) na altura do parto, estando a cria a ser ainda alimentada a biberão.

IMG_5116

Mas se a numerosa população animal existente neste “jardim zoológico” é oriunda dos mais diversos países do mundo, os turistas que procuram alojamento nas “Quintãs Farm Houses”, são, não apenas de vários pontos do País, nomeadamente Porto e Lisboa, mas também de diversos países, tais como Rússia, Qatar, Dubai, Brasil, Suíça, Espanha, França e Alemanha, o que só prova a internacionalização que Arouca adquiriu nos últimos anos, graças às suas numerosas e diversificadas potencialidades turísticas.

José Cerca

Publicado no jornal “Discurso Directo” nº469 de  15 de junho de 2018

Anterior:

Seguinte: