REABERTURA DO MUSEU MUNICIPAL

por jcerca em 15 de Maio de 2021

Com uma área de 570 metros quadrados e após ter estado dois anos encerrado para obras de requalificação e de remodelação do circuito expositivo, reabriu, no dia 14 de maio de 2021, o Museu Municipal, instalado no antigo Mercado Municipal que foi inaugurado em 4 de novembro de 1994.

No espaço exterior um conjunto de instalações representando várias esculturas humanas acolhiam as pessoas que iam chegando para a reabertura deste Museu que foi inaugurado há 13 anos, precisamente a 18 de maio de 2008, dia internacional dos museus.

IMG_2993

Depois de ter destacado a importância da ligação deste espaço museológico à comunidade local e ao associativismo arouquense a Presidente da Câmara, Margarida Belém, referiu o papel dos diversos intervenientes na nova configuração deste espaço. Coube, no entanto, a Miguel Palmeiro da United by, responsável pelo desenho do projeto, o papel de ajudar a fazer a leitura da organização do novo circuito expositivo com cerca de 100 metros lineares distribuídos pelos dois andares do edifício.

Com o acervo museológico distribuído por 4 núcleos temáticos os visitantes podem receber importantes informações sobre o Território (núcleo A) nomeadamente sobre a sua geodiversidade e biodiversidade; sobre o Homem (núcleo B) com o apoio de elucidativos painéis interativos e da exposição de materiais das diversas épocas da vida humana. O núcleo C centra-se na vida da Serra com referência ao gado, ao lobo, à tecelagem da lã, bem como ao volfrâmio e aos seus complexos mineiros de Rio de Frades e de Regoufe. O núcleo D ao centrar-se, por sua vez, no Vale apresenta abundante informação, quer em texto, quer em imagem, quer sobretudo em objetos, sobre a casa de lavradores, sobre a trilogia sagrada do azeite, do vinho e do pão, sobre o milho e os canastros e ainda sobre o ciclo do linho.

IMG_2978

O circuito expositivo com esta nova configuração termina com um sub-núcleo dedicado à espiritualidade popular com referência a algumas festas como a da Rainha Santa Mafalda, Senhora da Mó e Senhora do Campo.

O visitante, ao percorrer este novo circuito, fica certamente bem enriquecido com um conjunto de informações bem sistematizadas, sobre a história e o território arouquense, através de diversos suportes, desde o cartaz à fotografia, desde o vídeo ao painel interativo e, como é óbvio, até aos múltiplos objetos dispostos com bom gosto e com pedagógica intenção didática e informativa.

IMG_2991
Por tudo isto torna-se imperioso que se criem dinâmicas que permitam que os alunos das nossas escolas possam fazer deste Museu Municipal mais um espaço de aprendizagem sobre a vasta e diversificada riqueza da sua terra, nomeadamente no âmbito da etnografia, arqueologia, geodiversidade e biodiversidade.

IMG_2984

Protocolos

Num gesto de ligação do Museu à comunidade local e ao associativismo foram assinados três protocolos na reabertura do novo espaço museológico. Um com a Real Irmandade da Rainha Santa Mafalda através do seu Juiz Dr. Carlos Brito. O segundo com o Centro de Arqueologia de Arouca, através do seu diretor, Dr. António Silva. O terceiro protocolo referente à cedência do arquivo fotográfico de Adílio Ferreira da Silva foi assinado pela sua esposa e por um dos seus filhos, respetivamente Júlia e Adílio Silva.

IMG_2992

Composto por cerca de 2000 imagens este arquivo é um precioso subsídio para a história de Arouca na segunda metade do sec.XX. Deste arquivo foram selecionadas algumas imagens que ficarão patentes ao público na sala de exposições do Museu Municipal até dia 27 de junho.

Refira-se que a reabertura do Museu Municipal teve um agradável momento musical bem arouquense e que foi expresso através da atuação polifónica das belíssimas vozes femininas do grupo de cramóis e de cantas do Conjunto Etnográfico de danças e cantares de Moldes.

IMG_2986

José Cerca

Anterior:

Seguinte: