PENTECOSTES NO CORAÇÃO DO “TERÇO DA ESPERANÇA”

por jcerca em 23 de Maio de 2021

Na tarde do domingo de Pentecostes, 23 de Maio, a comunidade cristã de Mansores reuniu-se em Missa campal, celebrada no coração do enorme “Terço da Esperança” para encerrar, assim, este evento mariano que esteve montado no verdejante vale agrícola desta Freguesia do Concelho de Arouca.

Terço da esperança

A enorme estrutura montada em terrenos agrícolas apresentava um lindo efeito visual visto do ar, mostrando um gigante terço contendo no seu interior uma imagem estilizada de Nossa Senhora, mas que, não obstante a sua beleza e a sua grandiosidade, não traduzia o enorme trabalho que a montagem deste “Terço da Esperança” representou para esta comunidade.

IMG_3028

Na verdade, cada Avé Maria era constituída por uma casinha cujas paredes eram feitas em tela branca e a cobertura em rede sombra também branca. Todas essas casinhas, devidamente iluminadas, tinham no seu interior vários cartazes sobre os mistérios do terço e sobre a Jornada Mundial da Juventude, trabalhos esses feitos pela Catequese, bem como pelo Grupo de Jovens de Mansores e que podiam ser visitáveis ao longo do percurso deste terço gigante.

IMG_3014

A celebração do Pentecostes ocorreu precisamente no interior deste Terço gigante e foi celebrada pelo Pe. Vítor, natural de Mansores, tendo a liturgia sido musicalmente animada pelo grupo de jovens daquela Paróquia.

IMG_3018

O motivo do encerramento desta iniciativa ter ocorrido neste Domingo de Pentecostes, uma semana antes do fim de Maio, prende-se com a necessidade de se libertar o terreno para a sementeira do milho.

O terço esteve aberto todos os dias, onde uma música ambiente dedicada a Nossa Senhora acolhia todos os que aí ocorriam para a reza do terço que este ano teve também como intenção a preparação para a Jornada Mundial da Juventude que ocorrerá em Lisboa em 2023.IMG_3016

Presente nesta celebração litúrgica, a Presidente da Câmara, Margarida Belém manifestou, no mural do seu Facebook, a sua satisfação pelo significado e grandiosidade desta instalação em terras de Mansores: “Só uma comunidade unida, que trabalha diariamente o espírito de cooperação, sonha e concretiza algo tão belo e simbólico. Senti-me uma privilegiada, orgulhosa, por ter participado hoje nas cerimónias que encerraram as celebrações do “Terço da Esperança”.

Em pleno tempo de pandemia esta linda iniciativa do “Terço da Esperança”, levada a cabo, pelo segundo ano consecutivo, pela comunidade de Mansores, além de envolver muito trabalho e despesa, traduz muita dedicação, muita união, muita fé e será, certamente, um farol de Esperança que nasce naquele verdejante vale de Mansores e que alimentará, no coração das suas gentes a certeza de que este pandemia também acabará por ser vencida um dia.

José Cerca

Anterior: