Bomba rebenta nos Bombeiros Voluntários de Arouca

por jcerca em 5 de Setembro de 2009

Na passada 6ªfeira, dia 4 de Setembro, à noite, no palco dos Bombeiros Voluntários de Arouca, rebentou uma bomba, “Uma bomba chamada Etelvina” que foi artisticamente montada por um grupo de actores e actrizes pertencentes ao Grupo Cultural e Recreativo de Rossas.

Durante cerca de três horas, o público que enchia o salão de espectáculos foi atingido por estilhaços de sonoras gargalhadas que o divertido enredo da comédia, escrita por Henrique Santana e Ribeirinho, a todos prendeu a atenção, com as suas hilariantes peripécias.

Alguns artistas do grupo de teatro

Alguns artistas do grupo de teatro

Este espectáculo, além da colaboração da Associação dos Bombeiros Voluntários de Arouca, teve o apoio da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia de Arouca, o que permitiu que as entradas para o público fossem grátis.

Para quem teve a ocasião de assistir, pela primeira vez, à actuação deste grupo de teatro, que se iniciou na década de 70, esta peça constituiu uma surpresa pela qualidade da representação, pela versatilidade dos actores e pelo bom ritmo do espectáculo.

Representando vários meses de ensaio e muitas horas de sacrifício, esta “Bomba chamada Etelvina” recebeu, por sua vez , por parte do público, estilhaços de aplausos, aplausos que, para quem faz do teatro uma paixão, valem muito mais do que dinheiro.

José Cerca

{ 2 comentários… lê abaixo ouadiciona }

1 Francisco Ferreira 5 de Setembro de 2009 às 10:47

Parabéns pela óptima iniciativa, os actores e actrizes do Grupo Cultural e Recreativo de Rossas estão de parabéns pelo sucesso que foi esta peça.

Responder

2 Miguel Brandão 11 de Setembro de 2009 às 12:55

Não podia deixar de agradecer as palavras que nos são dirigidas.
É, de facto, um trabalho árduo, longo e que exige muito esforço e sacrifício. Mas é também muito gratificante e capaz de proporcionar emoções que não se conseguem descrever, quer seja nos ensaios quer seja no dia das actuações…
É reconfortante começarmos a sentir que as pessoas de Arouca já nos dão mais atenção e que já começa a haver, de facto, um reconhecimento mais sério do trabalho que temos vindo a desenvolver.
São também textos como este que fazem com que o nosso sonho “pule e avance” como diria António Gedeão.
Resta-me agradecer, em nome do Grupo Cultural e Recreativo de Rossas, este lindo texto.
Parabéns pelos textos que vai deixando aqui no blog. Embora relativamente recente, sou um leitor assíduo.

Um abraço.

Miguel Brandão

Responder

Anterior:

Seguinte: