SONS DA PRAÇA 100% EM PORTUGUÊS

por jcerca em 5 de Agosto de 2017

A 6ª edição de os “Sons da Praça” foi mais um extraordinário sucesso que evidenciou, uma vez mais, três grandes verdades:

A primeira tem a ver com a excelente qualidade da Banda Musical de Arouca que, tal como em anos anteriores, acompanhou brilhantemente os diversos artistas que passaram pelo palco, ao longo destas seis edições. A edição deste ano comprovou – e bem – o nível artístico com que esta centenária banda nos brindou.

sons da praça

A segunda verdade, uma vez mais comprovada, refere-se à magnífica moldura humana que se reuniu neste emblemático espaço, cuja requalificação, despertou, na altura, alguma polémica, aliás compreensível, face à ousadia do projecto que foi pensado para esta zona histórica, mesmo à sombra do seu melhor ex-libris. Na verdade, seis anos depois, tal polémica já não alimentará muitos saudosistas da versão anterior desta praça, e a prova está no facto de ser completamente impossível nela congregar a moldura humana que esta 6ªedição, bem como as anteriores, o têm conseguido. E mesmo o polémico fontanário terá ficado contente, com a sua deslocação, pois assim até acabou por se tornar permanente figurante em todos os espectáculos que aí decorram.

A terceira nota tem a ver com uma louvável realidade que apenas terá acontecido nesta 6ª edição. Refiro-me ao facto de os “Sons da Praça” deste ano terem acontecido 100% em Língua portuguesa, desde os artistas convidados, aos poetas escolhidos e às melodias interpretadas. Tudo em bom Português!

Uma nota final, esta não apenas portuguesa, mas sobretudo bem arouquense, tem a ver com a interpretação do “Hino de Arouca” a fechar esta edição dos “Sons da Praça”. Foi, certamente, um belo momento visual e auditivo, ver toda aquela moldura humana, de pé, cantando esta bela melodia que identifica parte das potencialidades  e belezas de Arouca em qualquer parte do mundo em que seja ouvida.

No final do espectáculo, o Presidente da Câmara, Eng.Artur Neves subiu ao palco, juntamente com todos os artistas intervenientes nesta edição (Paulo de Carvalho, Ana Laíns, Joana Amendoeira e Maria Ana Bobone) e congratulou-se pelo elevado nível que estes artistas, brilhantemente acompanhados pela Banda Musical de Arouca, ofereceram ao numeroso público ali presente.

José Cerca

Publicado no jornal “Discurso Directo” nº449 de  11 de agosto de 2017

Anterior: