NOVA VIDA PARA O MOSTEIRO DE AROUCA

por jcerca em 3 de Outubro de 2021

 De Colégio a Hotel

Mosteiro de Arouca_de cima

O lançamento simbólico da 1ª pedra, no final do mês de setembro, numa cerimónia que contou com a presença da secretária de estado do Turismo, Rita Marques, marca o início da gestação da nova vida para o Mosteiro de Arouca.

Quase 40 anos depois de encerradas as portas do Colégio Salesiano, abrem-se agora as janelas da esperança de um Hotel de 5 estrelas que irá funcionar, sensivelmente, no mesmo espaço ocupado pelo Colégio Salesiano entre 1960 e 1982.

Embora diferente na sua função, o novo destino dado agora a esses espaços do Mosteiro de Arouca, ao abrigo do Programa “Revive”, que engloba mais 50 imóveis por todo o País, não será, naturalmente, livre, quer de críticas, por um lado, quer de aplausos e elogios por outro, tal como aconteceu, há bem poucos anos, com as obras de requalificação na zona histórica de Arouca, nomeadamente na Praça Brandão de Vasconcelos.

Hotel no Mosteiro_1ª pedra

Criticas e elogios à parte, a verdade é que é unânime a condenação do estado de abandono e de progressiva degradação em que esse espaço do nosso Mosteiro se encontrava, desde há muitos anos. Daí que dar-lhe uma ocupação que se enquadre, o melhor possível, na história antiquíssima deste imóvel é, sem dúvida alguma, de enaltecer, pois tal decisão contribuirá, não só, para a sua preservação, como também trará grandes benefícios para a comunidade local a que ele pertence desde há muitos séculos.

Temos que ter a capacidade de entender a vida deste tipo de imóveis, muitos deles monumentos nacionais, os quais, embora com algumas vicissitudes, se vão adaptando ao longo dos séculos, como agora está a acontecer, uma vez mais, com o nosso mais belo ex-libris.

Hotel no Mosteiro_quarto1

 As obras de transformação

Segundo o projeto as obras de adaptação irão permitir instalar, na ala sul do Mosteiro, um hotel de 5 estrelas, dotado com 56 quartos, spa, piscina interior e exterior, corte de padel e outros espaços de recreação, bem como um restaurante, num investimento de cerca de 6 milhões de euros, prevendo-se que tudo possa estar pronto a funcionar em 2023.

A concessão para a gestão e exploração deste espaço foi atribuída ao grupo Mesquita de Sousa Hotels & Resorts por 50 anos, ao abrigo do programa Revive. A execução das obras foi entregue a uma empresa arouquense A.Pimenta Construções.

Hotel no Mosteiro_refeitorio

É óbvio que qualquer intervenção tão profunda, como a que vai acontecer, requer grandes cuidados técnicos e até mesmo bons conhecimentos históricos sobre a vida deste imóvel.

Sendo uma empresa arouquense a que terá essa responsabilidade de intervenção temos a certeza de que o irá fazer com os cuidados necessários para transformar, com qualidade e dignidade, tal espaço monástico.

E se outrora aí se hospedaram, distanciadamente no tempo, freiras e alunos, este espaço irá agora transformar-se para hospedar turistas de qualquer parte do País, quiçá do mundo, pois o nome de Arouca entrou, definitivamente, nos circuitos turísticos internacionais.

Hotel no Mosteiro_quarto

Um orgulho para Arouca

Arouca deverá, pois, sentir-se orgulhosa por saber que um destino digno vai, finalmente, pôr fim a décadas de abandono, não só do espaço conventual, como da própria cerca do Mosteiro.

E se a ultima grande ocupação por parte dos Salesianos (1960-1982) muito veio contribuir, não só para a preservação do edifício  e da própria cerca, bem como para o enriquecimento cultural e religioso da comunidade arouquense, estamos certos de que a nova ocupação não lhe ficará atrás, quer em benefício do próprio imóvel, quer também em benefício da comunidade arouquense.

Hotel no Mosteiro_piscina

Aliás, o próprio empresário já garantiu que irá criar na nova unidade hoteleira, mais de 50 postos de trabalho diretos, potenciando, ao mesmo tempo, emprego na comunidade local, nomeadamente através da aquisição de produtos regionais para fornecimento do restaurante.

Numa altura em que o Turismo nacional e internacional colocou Arouca na rota dos seus destinos, a criação deste alojamento de qualidade, em espaços conventuais, é de aplaudir e de deixar orgulhosos todos os arouquenses.

José Cerca

{ 2 comentários… lê abaixo ouadiciona }

1 Luis Gonçalves 4 de Outubro de 2021 às 5:59

A Mesquita de Sousa Hotels & Resorts merece o maior êxito na adaptação de muitos espaços por mim por mim saudosamente frequentados em 1965/1966/1967, e o maior sucesso na sua exploração.

Responder

2 Fernando Augusto Pateira 4 de Outubro de 2021 às 9:23

Frequentei este espaço entre 1960 e 1962.Desejo o maior êxito ao novo proprietário.

Responder

Anterior:

Seguinte: